Home » Info

Info

CD "ALENTEJO" distinguido pelo ministerio da cultura como interesse cultural

CD "ALENTEJO" distinguido pelo ministerio da cultura como interesse cultural - Adiafa

O MINISTÉRIO DA CULTURA CONSIDEROU O CD "ALENTEJO" COMO UM TRABALHO DE INTERESSE CULTURAL PARA O PAÍS

O GRUPO ADIAFA AGRADECE TAL DISTINÇÃO COM A PROMESSA DA CONTINUIDADE DO SEU TRABALHO EM TORNO DA DIVULGAÇÃO, PRESERVAÇÃO  E PROMOÇÃO DO CANTE ALENTEJANO E DA VIOLA CAMPANIÇA.

A TODOS UM BEM HAJA!

 

 O grupo de música popular ADIAFA foi criado pelos músicos José Emídio e Paulo Colaço, por volta de 1998 e na sua génese está a divulgação e interpretação do cante campaniço baixo-alentejano , e a recuperação do seu instrumento tradicional – a viola campaniça.

Após vários espectáculos através do Alentejo profundo (e não só) e para fazer face a inúmeras solicitações, o grupo viu-se confrontado com a necessidade imperiosa de registar em disco todo o trabalho de recolha entretanto efectuado, ao qual foi acrescentando alguns textos próprios que complementavam o modo original de entender e interpretar o cante alentejano .

O disco homónimo (edição de autor) foi gravado em Cuba no estúdio "Portal do Som" pelo técnico Luis Beco, e apresentado ao público na Casa da Cultura em Beja a 9 de Abril de 2002.

Em 2004 ADIAFA grava o 2º trabalho discográfico intitulado “Tá o Balho Armado” , no qual contam com a participação de Rui Veloso , Paulo de Carvalho , Zé Salgueiro , Gaiteiros de Lisboa , Artur Fernandes (Danças Ocultas) , Bardoada , Os Alentejanos , Beto Silva , Eduardo Ramos , Joaquim Simões , Augusto Graça , Pedro Mestre , Manuel Bento ,Jorge Serafim , Bruno Ferreira e João Canto e Castro (Contra-Informação) , entre outros. Este trabalho teve um cuidado especial na recolha efectuada , na escolha dos instrumentos e na qualidade do som e respectiva produção . O espectáculo de apresentação decorreu em Beja por altura da feira RURALBEJA (Outubro de 2004) e contou com a colaboração de todos os músicos que participaram na gravação do CD .

Entretanto , em 2008, grava "Nã há vagar", um trabalho de originais com cariz tradicional, com novas abordagens ao cante e ao estilo musical, utilizando ritmos como, fado, bolero, hip hop... 

Recentemente, apresentou o seu novo disco "Alentejo", como o proprio nome o indica, é todo ele dedicado ao cante alentejano na sua forma original e foi apresentado no Cine teatro Pax Julia, em Beja no dia 9 de Abril de 2016.                                                                                                                                                          

 

As meninas da ribeira do sado

As meninas da ribeira do sado

Meus senhores

Meus senhores

Canta a rola, pia o Cuco

Canta a rola, pia o Cuco

MENINO DE SAFARA (2016)

MENINO DE SAFARA (2016)